Hoff comanda reunião para tirar dúvidas da chegada do Trem, e comunidade participa

Home  »  Segurança  »  Hoff comanda reunião para tirar dúvidas da chegada do Trem, e comunidade participa
abr 4, 2011 No Comments ››


Grupo de Estudos sobre o trem faz 1ª reunião

Na ocasião, foi garantido que paradão da Primeiro de Março não será transferido

O paradão de ônibus da rua Primeiro de Março, no Centro, não deverá ser transferido de lugar – haverá, contudo, integrações com as estações de trem na cidade. Essa é uma das informações reveladas durante a primeira reunião do grupo de estudos sobre os impactos do trensurb em Novo Hamburgo, confirmada pelo secretário de Mobilidade Urbana, Danilo Oliveira da Silva. O plano de encontros periódicos com diversos segmentos da comunidade surgiu durante a audiência pública sobre os impactos do trem, realizada na sede do Legislativo no ú ltimo dia 23.

O encontro ocorreu na tarde desta quarta-feira, 30, e lotou o Plenarinho da Câmara Municipal. Participaram representantes de entidades como CDL, Associação de Arquitetos e Engenheiros Civis (Asaec), Grupo Pensando Novo Hamburgo, Movimento Roessler, Associação de Moradores do Bairro Canudos (AMBC) e Centro Cultural Farol da Liberdade; de partidos sem representação na Casa, como PHS e PPS; e os vereadores Ito Luciano (PMDB), Antonio Lucas (PDT), Matias Matins (PT), Ricardo Ritter – Ica (PDT), Jesus Maciel (PTB), Sergio Hanich (PMDB), Luiz Carlos Schenlrte (PMDB) e Alex Rönnau (PT). Na mesa, além do presidente Leonardo Hoff (PP) e do presidente da Frente Parlamentar Pró-Trensurb, Gilberto Koch (PT), estavam Edson Santos, assessor especial de Relações Comunitárias da Trensurb, e Júlio Marcelino dos Santos, diretor de Trâ nsito da Prefeitura.

Nesta primeira reunião, participantes expuseram algumas dúvidas e preocupações gerais. Ficou decidido que, nos próximos encontros, serão tratados temas específicos, escolhidos previamente. Os integrantes do grupo poderão também enviar e-mail para Santos, da Trensurb, para que ele traga as informações específicas requisitadas. Na próxima quarta-feira, 6 de abril, também às 16 horas, serão debatidas questões relacionadas à mobilidade urbana e ao projeto atual.

Fonte: http://www.camaranh.rs.gov.br/Noticias.asp?IdNoticia=4656

Leave a Reply