Há um ano, o trem chegava a Novo Hamburgo

Home  »  Comunicação  »  Há um ano, o trem chegava a Novo Hamburgo
jul 3, 2013 No Comments ›› Guilherme Darros

Em 2012, um trem da Trensurb cruzou o Rio dos Sinos carregando usuários do metrô pela primeira vez – chegando à cidade de Novo Hamburgo. Foi quando teve início a operação, também, nas duas novas estações: Rio dos Sinos e a Santo Afonso, inauguradas oficialmente em 2 de julho de 2012. Embora abertas à comunidade, em caráter experimental, desde 22 de maio do ano passado, é no dia 3 de julho de 2013 que ambas completam um ano de operação comercial. São mais de 365 dias conectando os usuários do sistema a novos destinos. O período também é o mesmo que o diretor da Trensurb, Leonardo Hoff está na empresa.

As duas estações – até o final de junho deste ano – receberam mais de dois milhões de pessoas. Desde o início da operação experimental, pouco mais de 1,6 milhão de usuários acessou o sistema através da Estação Santo Afonso e mais de 550 mil através da Estação Rio dos Sinos.

Para receber esse fluxo de forma ambientalmente correta, o conceito arquitetônico das novas estações segue o princípio da eficiência energética: seja no tipo de luminárias, no dispositivo de economia das escadas rolantes, nas instalações em tons claros (como o piso) e no aproveitamento da luz solar, tudo foi pensado para a redução do consumo de energia elétrica. As plataformas de embarque e desembarque têm 200 metros de extensão e as estações já possuem acessibilidade universal, com elevadores, escadas rolantes, piso podotátil e banheiros adaptados para portadores de necessidades especiais. Além disso ambas contam com bicicletários.

Do outro lado do Rio dos Sinos
A primeira parada no sentido norte da expansão carrega o nome do curso de água: é a Estação Rio dos Sinos – que tem o movimento mais “tranquilo” do sistema metroviário. Três de suas usuárias são Rosângela Fraga, sua filha Elisângela e sua neta Emily, que chegavam juntas à estação para ir de trem ao médico. Rosângela conta que a chegada da estação facilitou muito sua locomoção e que hoje ela usa o metrô quase todos os dias – os destinos geralmente são Porto Alegre, Canoas ou Sapucaia. “O trem é muito melhor, mais econômico. Para nós que moramos a umas quatro quadras da estação, foi uma maravilha”, conta.

A primeira conexão direta a Novo Hamburgo
Há pouco mais de um ano, o trem é a nova opção de transporte público para os moradores de Novo Hamburgo, que viajam até Porto Alegre em 46 minutos por R$ 1,70. Para Eny Edith Michel, 76 anos, a expansão do trem “foi uma mão na roda”. A moradora de Sapucaia vai duas vezes por semana a Novo Hamburgo para ir à massagista e visitar sua irmã. “Antes eu pegava dois ônibus para vir para cá. Agora, é mais prático e rápido”, conta a aposentada.

Ana Paula Camilotti trabalha na Trensurb há três anos como assistente operacional e, desde a inauguração, atuou na Estação Santo Afonso. “Os usuários fazem muitas perguntas sobre a estação. O trem ainda é novidade por aqui e tem muita gente que vem para passear”, conta Ana.

Quem trabalha no local conta que o bicicletário faz sucesso, é muito utilizado. Leandro Rodrigues pega o primeiro trem, pouco depois das 5h, em direção a Porto Alegre, onde trabalha como frentista em um posto de combustíveis. Ele é morador do bairro Santo Afonso e leva poucos minutos até a estação. “No final do dia, volto e pego a bicicleta aqui. Se não fizesse isso, não chegaria a tempo no trabalho”, conta.

A estação tem ainda opções de comércio: a Pipoca do Trem, por exemplo, faz sucesso entre os usuários. Com uma unidade na Estação São Leopoldo há quatro anos, o estabelecimento atende também na Estação Santo Afonso desde a sua inauguração oficial. Priscila Thoen é funcionária do estabelecimento, que vende pipoca doce e salgada, chocolate-quente e refresco. Segundo ela, o fluxo de pessoas ajuda nas vendas: “Nós vendemos de 300 a 400 pipocas por dia, similar ao que vendemos em São Leopoldo”. Priscila, que sempre trabalhou em vendas, conta que o público da estação é muito amigável e acolhedor.

Tagged with: , , , , ,

Leave a Reply